Postado em 02 de Dezembro de 2021 às 15h31

Pessoas são mais que números

Artigos (106)
P&P Consultoria - Desenvolvimento Humano e Organizacional O trabalho não é resumido em números. Feedbacks, reconhecimento e recompensa estimulam o potencial individual. Em tempos de incertezas frente à pandemia...

O trabalho não é resumido em números. Feedbacks, reconhecimento e recompensa estimulam o potencial individual.

Em tempos de incertezas frente à pandemia da covid-19, o que mais me questionam é: quando voltaremos ao escritório? E, confesso, que essa ainda é difícil de responder. Ao meu lado, muitos líderes têm a mesma dificuldade, pois ainda estamos no auge da vacinação, além de envolver um rol de políticas sanitárias e da própria empresa para a segurança de nossos colaboradores.

Aqui, na Novartis, por exemplo, desde o início da pandemia, nossos times de escritórios estão em home office e, nos últimos dois meses, passamos a operar com 20% de capacidade para aqueles que quisessem voltar voluntariamente a nossos sites. Organizamos a dinâmica do retorno, mas deixamos a decisão de quem, quando, onde e como trabalhar para o próprio colaborador, assim, ele pode adequar o trabalho à sua realidade.

Não foi uma decisão que surgiu com a pandemia, mas, na verdade, foi um acelerador para uma iniciativa que a Novartis já vinha preparando, chamada “Choice with Responsabiltity” ou, em bom português, “Escolha com Responsabilidade”. Com ela, os colaboradores têm o protagonismo de sinalizar o modelo de trabalho de sua preferência – híbrido, remoto, ou presencial, e pretendemos capacitá-los para assumir a responsabilidade por seu crescimento e o desenvolvimento de suas carreiras, reimaginando a abordagem de gestão de desempenho.

Consulta ao colaborador é importante
Para chegar a esse modelo, fizemos uma pesquisa globalmente com experimentos baseados em dados com mais de 16 mil funcionários, e o resultado foi interessante: nosso pessoal queria mais propriedade sobre seu objetivo de carreira, mais feedbacks e treinamentos e a empresa precisava abandonar as classificações de desempenho tradicionais, pois entende que o trabalho não é resumido em números.

Então, desde janeiro de 2020, nosso foco está baseado em quatro elementos para incentivar a aprendizagem e crescimento, além de nos permitir atingir o potencial individual, como equipe e empresa, que são: o objetivo, projeto de vida e profissional a longo prazo; o feedback, incentivo a buscar, dar e receber retornos; o reconhecimento, de líderes e colegas; e a recompensa, impacto da ação conquistada em conjunto e levando em consideração os nossos valores corporativos.

Essa construção e ambiente precisam de líderes que se concentrem em identificar e desbloquear esse potencial dos colaboradores, atuando como facilitadores, por isso incentivamos que nossa liderança saiba ouvir e esteja presente. Entendemos que é um processo longo, que terá alto e baixos, mas é praticando que alcançamos a melhor versão, não só da equipe, mas de nós mesmos – até que essa mudança se torne parte de nosso dia a dia.

O primeiro passo para tudo isso funcionar é estar aberto e disposto à mudança – esta mentalidade, que faz parte da Novartis em todo mundo, é o que nos faz reimaginar o futuro de nosso trabalho, mantendo nossa curiosidade, continuando a aprender e caminhando juntos. E você, já reimaginou seu futuro profissional?

Fonte: Melhor Gestão de Pessoas.

Veja também

O que o T&D aprendeu com 2020?25/02/21 Organizações precisam experimentar opções e avaliar o que funciona para as suas equipes, sendo essencial conhecer as necessidades dos seus profissionais. O ano de 2020 representou um desafio para as empresas e antecipou tendências tecnológicas. O treinamento e desenvolvimento (T&D) presencial foi um dos principais campos a ser afetado pela pandemia, obrigando muitas......
O papel do RH no pós-pandemia09/07/20 Será necessário ressignificar o trabalho e as relações. E é justamente o RH quem poderá propiciar tudo isso. Muito se tem falado sobre o novo normal e como serão os desafios daqui para frente.......
As pequenas coisas que fazem os funcionários se sentirem valorizados14/05/20 Algumas empresas tentam implementar programas mais significativos e oferecem prêmios específicos aos que, digamos, criaram ou lideraram uma iniciativa importante, “incorporaram” os valores da organização ou exerceram......

Voltar para COMPARTILHANDO

USO DE COOKIES

Nós utilizamos cookies com objetivo de prover a melhor experiência no uso do nosso site. Por favor, leia nossa Política de Privacidade e nossos Termos & Condições para entender quais cookies nós usamos e quais informações coletamos em nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda que podemos armazenar cookies no seu dispositivo. Leia nossa Política de Privacidade.