Postado em 15 de Janeiro às 14h25

Habilidades interpessoais

Artigos (73)
P&P Consultoria - Desenvolvimento Humano e Organizacional Ser habilidoso nas relações é imprescindível no mundo de hoje. Se você entender a natureza humana, se souber por que as pessoas fazem o que fazem,...

Ser habilidoso nas relações é imprescindível no mundo de hoje. Se você entender a natureza humana, se souber por que as pessoas fazem o que fazem, você terá uma carreira de sucesso, uma vida familiar e social mais feliz.


Les Giblin destaca alguns pontos fundamentais no trato com as pessoas:
As pessoas estão interessadas primeiramente nelas mesmas: Todos, sem exceção, são movidos pelos interesses pessoais. Deixe o eu, meu, mim, minha de lado e use a mais forte palavra falada pela língua humana: você. É preciso ouvir, aplaudir, cumprimentar, chamar pelo nome, esperar antes de responder e prestar atenção a todos num grupo.

Seja tolerante: Ser tolerante é um passo importante. Aprenda a concordar com as pessoas, deixe-as saber disso, não as deixe saber que discorda delas, admita quando estiver errado e não discuta. As pessoas não gostam de ser contrariadas, porém gostam de quem concorda com elas.

Ouça as pessoas: Ser bom ouvinte é uma vantagem, pois quem “controla” a conversa é quem escuta. Olhe para a pessoa que está falando, incline-se e ouça com interesse, participe, mas não interrompa.

Influencie as pessoas: a melhor maneira para conseguir que a outra pessoa faça o que você quer é descobrir o que irá “mexer” com ela. Sabendo disso você poderá conduzi-la para onde você quiser. Você apenas mostra como ela pode chegar, aonde ela quer chegar, fazendo o que você quer que ela faça. Para descobrir o que ela quer pergunte, observe e ouça.

Convença e faça a cabeça das pessoas: O ser humano é cético por natureza e o que se deve fazer é eliminar este ceticismo usando alguns exemplos como referência. Não use exemplos seus como referência, use exemplos de outras pessoas. Dê as pessoas razões para dizerem “sim” a você, faça perguntas positivas, faça as pessoas escolherem entre dois “sim”, tenha a expectativa de receber um “sim” e faça esta pessoa saber que era esperada a resposta afirmativa.

Sorria: Assim que estabelecer o contato visual, antes de dizer qualquer coisa, dê a outra pessoa um sorriso sincero. É importante criar empatia e transformar o ambiente em uma atmosfera agradável e amiga.

Elogie as pessoas: Nem só de pão vive o homem. As pessoas precisam de alimento para o seu espírito tanto quanto para seu corpo. Receber um elogio é agradável e, por isso mesmo, uma arma a ser usada nos relacionamentos.

Agradeça as pessoas: Demonstre que é grato às pessoas. Diga obrigado, diga claramente e olhe para a outra pessoa, agradeça pelo nome e pratique agradecendo as pessoas.

Cause boa impressão: A primeira impressão é a que fica. Estar bem vestido, ter orgulho e respeito por si mesmo, ser sincero, ter entusiasmo, não sair ansioso, não se sobrepor as outras pessoas e não agredir nada nem ninguém.

Conduza a conversa: Saiba o que dizer, fale e cale-se, olhe para a sua assistência enquanto fala, fale sobre o que a sua assistência estiver interessada e não tente fazer um discurso, aja naturalmente.

Fonte: SBCoaching 

Veja também

O RH onde você trabalha faz campanhas sobre o Novembro Azul?05/12/19 Novembro é o mês da campanha de prevenção do câncer de próstata. O tumor é considerado um dos mais comuns em homens a partir de 50 anos de idade. Atualmente o câncer de próstata é responsável por 10% do índice de mortes ocasionada em pacientes do sexo masculino e apesar de ser uma doença que atinge um número maior......
Falar desta crise é falar de pessoas17/06/20 São mais perguntas do que respostas. Mas é a partir desses questionamentos, e das ações que tomamos hoje, que podemos construir um futuro melhor – dentro e fora das empresas! Ian Davis é um ex-sócio gerente......
LIDERANÇA ADAPTATIVA04/06/20 “Líderes se preocupam com o futuro. Líderes adaptativos se preocupam em responder com rapidez suficiente para prosperar em um futuro incerto.” Jim Highsmith Se você fosse uma árvore, como se comportaria em uma......

Voltar para COMPARTILHANDO

USO DE COOKIES

Nós utilizamos cookies com objetivo de prover a melhor experiência no uso do nosso site. Por favor, leia nossa Política de Privacidade e nossos Termos & Condições para entender quais cookies nós usamos e quais informações coletamos em nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda que podemos armazenar cookies no seu dispositivo. Leia nossa Política de Privacidade.