Postado em 18 de Março às 09h11

Como melhorar a comunicação entre gestores e colaboradores em 2021

Artigos (92)
P&P Consultoria - Desenvolvimento Humano e Organizacional Uso de indicadores estratégicos, plataformas multimídias e comunicação focada em saúde são dicas para melhorar a comunicação...

Uso de indicadores estratégicos, plataformas multimídias e comunicação focada em saúde são dicas para melhorar a comunicação interna.

Ficam cada vez mais evidentes em 2021 as mudanças que 2020 trouxe para o Brasil e o mundo. A digitalização dos processos foi um dos fatores que se destacou positivamente neste ano, seja no âmbito do trabalho, da educação, da saúde ou até mesmo da alimentação. Segundo o presidente do Google no Brasil, Fabio Coelho, a pandemia impulsionou a digitalização do consumo no país, fazendo com que os brasileiros perdessem o medo da intermediação digital, tanto para compras online quanto para o trabalho remoto.


De acordo com pesquisa da ISE Business School, no início da pandemia, cerca de 51% das empresas não estavam preparadas para trabalhar em home office, mas após o choque da crise sanitária e do isolamento social, 80% dos gestores aprovam o modelo. O mesmo estudo ainda revela que o modelo, mais flexível, melhora a produtividade dos colaboradores, a autodisciplina e a confiança dos líderes em cada membro da equipe.
Neste cenário, uma questão que vem se mostrando extremamente necessária é o papel do profissional de comunicação dentro das empresas. Mais do que nunca foi preciso que os comunicadores fizessem parte da tomada de decisões estratégicas do meio corporativo e fossem o ponto de ligação entre os setores mais importantes da empresa e os colaboradores, mostrando-se um elemento prioritário para as operações das companhias.


Para nos prepararmos para manter equipes engajadas e impulsionar o desempenho, é importante observar as tendências inauguradas durante o último ano e aquelas que devem se intensificar para 2021.


• Inovação e valorização da Comunicação Interna
Com o surto de Covid-19, empresas e colaboradores compreenderam a necessidade de uma comunicação interna de qualidade e assertiva. Uma pesquisa feita pela Gatehouse, da Gallagher Comunicação, com mais de mil empresas em 45 países revela que 83% delas já mantém um colaborador dedicado na função de comunicação em sua organização, o que indica boas intenções das companhias de profissionalizar a atividade e garantir que ela não seja deixada à margem. Isso explica o aumento na valorização da área enquanto ferramenta para melhorar os fluxos de trabalho. Esse reconhecimento aconteceu tanto por meio da inovação por parte de organizações que não valorizavam essa atividade, quanto pelo aperfeiçoamento daquelas que já investiam em CI.


Em meados de março de 2020, as rotinas de trabalho precisaram mudar drasticamente e as empresas que já trabalhavam seus fluxos de comunicação e contavam com planos de contingência de crise conseguiram fazer a adaptação de maneira muito mais suave. Os colaboradores já conheciam os canais corretos onde deviam buscar informação e essas organizações tiveram a oportunidade de conhecer os benefícios de uma estratégia contínua. Já aquelas que ainda não estavam preparadas, perceberam o gap na interação com os funcionários e compreenderam que, atualmente, não é viável contar apenas com o contato presencial para construir um relacionamento com o time.


• Comunicação: a chave para o trabalho remoto
Apesar de muitas empresas estarem ansiosas pelo retorno total das atividades presenciais, é indiscutível que o home office veio para ficar, já que, com o isolamento social, diversas instituições passaram a enxergar a modalidade remota com outros olhos. Além de retirar o estigma a respeito da produtividade, que em muitos casos foi mais alta no trabalho remoto do que era no presencial, ela apresenta vantagens financeiras, uma vez que as empresas conseguiram continuar funcionando mesmo longe de suas estruturas físicas, robustas e caras.
No entanto, quando excluímos o fator “ambiente” da equação, precisamos acrescentar novas estratégias capazes de gerar o mesmo nível de interação a distância. É quando entra a comunicação interna, desenvolvendo novas estratégias que fomentem o engajamento por meio de novos canais digitais que cheguem a todos sem distinção.


• Aumento da presença digital
A flexibilização do trabalho presencial somada ao modelo remoto impõe que os fluxos comunicacionais sejam transportados para o mundo virtual. Isso se aplica aos canais de comunicação, às ferramentas de interação entre equipes e às soluções para gestão de projetos e de acompanhamento de tarefas.
A pesquisa da Gatehouse mostra que as plataformas que permitem mensagens por dispositivos móveis e compartilhamento de vídeos e fotos, por exemplo, são muito aceitas pelos colaboradores. Cerca de 85% das empresas as veem como positivas.


• Presença de indicadores estratégicos
Essa não é uma tendência nova, mas ela deve ganhar mais destaque no próximo ano. Os dados têm o poder de trazer uma visão estratégica para a área de CI, trazendo insights a respeito dos pontos fortes da comunicação e oportunidades de aprimoramento. A distância torna a análise de indicadores muito mais relevante, uma vez que mensurar a performance de uma ação de comunicação se baseando na observação já não é mais possível. Essa nova maneira de analisar a comunicação interna deve continuar trazendo muitos benefícios em 2021.


• Comunicação em prol da saúde dos colaboradores

Por fim, é importante pontuar outro assunto que esteve presente no mundo corporativo durante esse ano: o bem-estar dos funcionários. A comunicação interna pode ter um papel mais ativo no acompanhamento da saúde física e mental dos colaboradores, criando espaços para diálogo, fomentando conteúdos sobre prevenção de doenças e até mesmo, em parceria com a área de Recursos Humanos, oferecendo suporte aos colaboradores que precisam de apoio profissional.


Desde sua fundação, o Comunica.in encoraja a transformação da área pautando temas sobre mensuração, inovação e principalmente a transformação digital. Por isso, oferecemos seis canais digitais totalmente mensuráveis e integrados para empoderar os profissionais de CI e simplificar rotinas operacionais. Por tudo exposto, acreditamos que 2021 tem um grande potencial para ser o ano de ouro da comunicação interna.


Fonte: Melhor Gestão de Pessoas

Veja também

Qual é a relação entre ética e cultura organizacional?19/08 A confiança no funcionário e na sua capacidade de atuação é um dos postos-chave para o sucesso de qualquer empresa. Ética e cultura organizacional são dois conceitos bem conhecidos no cenário da gestão de pessoas, especialmente porque são ativadores dos comportamentos dos funcionários e influenciam na forma que eles enxergam e se......
Funcionários são menos produtivos com problemas financeiros04/12/20 Pesquisa mostra que problemas financeiros atingem 71% dos trabalhadores com carteira assinada 35% daqueles que possuem dificuldades em gerir seu orçamento pessoal perdem o foco durante o trabalho A pandemia atingiu de forma contundente empresas e......
Falar desta crise é falar de pessoas17/06/20 São mais perguntas do que respostas. Mas é a partir desses questionamentos, e das ações que tomamos hoje, que podemos construir um futuro melhor – dentro e fora das empresas! Ian Davis é um ex-sócio gerente......

Voltar para COMPARTILHANDO

USO DE COOKIES

Nós utilizamos cookies com objetivo de prover a melhor experiência no uso do nosso site. Por favor, leia nossa Política de Privacidade e nossos Termos & Condições para entender quais cookies nós usamos e quais informações coletamos em nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda que podemos armazenar cookies no seu dispositivo. Leia nossa Política de Privacidade.